Perfis de jogadores em contextos de ensino/aprendizagem em disciplinas de programação

José Oliveira, Alexandre Barbosa

Resumo


Podem ser encontrados facilmente na literatura trabalhos que investigam se o uso ou a construção de jogos em contextos educacionais gera benefícios ao aprendizado. Além destes, também vem se tornando bastante comum a Gamificação de ambientes de ensino. Neste artigo, apresentamos um experimento realizado com o intuito de verificar se perfis de jogadores podem ser utilizados como meio para agrupar usuários/alunos em contextos educacionais. Um perfil de jogador pode ser descrito como a maneira que um indivíduo se relaciona com o jogo. No experimento realizado foram utilizados questionários para identificação de perfis, sendo um destes um ambiente descrito como um jogo e outro em um ambiente educacional. Os perfis identificados foram então comparados utilizando como métrica o Kappa de Cohen. Os resultados obtidos demonstraram uma concordância substancial ($Kappa = 0.657$) entre as classificações obtidas. Como contribuição, dados os resultados, é sugerido que um perfil de jogador possa ser utilizado em ambientes educacionais visando otimizar os ambientes para cada diferente perfil de jogador.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5753/cbie.wcbie.2016.1137

Apontamentos

  • Não há apontamentos.